Direção/ Direção de Produção: Nuno Aníbal Figueiredo

Professor e jornalista noutras andanças, assume desde 2002 a direção da Associação Número – Arte e Cultura, promotora do projeto Bairro ao Espelho.

Com a Número – Arte e Cultura, estrutura fundada em 1997 e sedeada no Bairro das Colónias desde 2004, dirigiu e programou os eventos Número Projecta – Festival Internacional de Artes Multimédia, Cinema e Música (Lisboa, 2006-2008), Festival Português – Festival Internacional de Artes e Cultura Portuguesa (Londres 2002, Londres 2003, Barcelona 2004, Paris 2005, Madrid 2006 e Berlim 2007), evento anual e itinerante de promoção das artes e cultura portuguesa no estrangeiro, e Interferências – Mostra Pública de Arte (Lisboa e Porto, 2010-2012).

Nesta mas também noutras estruturas de programação/ criação, tem sido responsável pela organização e comissariado de diversas exposições de arte contemporânea, em Portugal e no estrangeiro.

Foi editor e co-autor de diversas publicações, entre as quais as revistas “Ópio” e “Número Magazine” ou os livros bilingues “Portugal: Um Retrato Cinematográfico” e “Videoarte e Filme de Arte e Ensaio em Portugal”.

Assistente de Produção: Andreia Poças

Andreia Poças não nasceu em Lisboa, mas vive e trabalha na capital já há um bom par de anos. Depois de estudos em Fotografia no Porto, licenciou-se pelo IADE – Instituto de Artes Visuais, Design e Marketing em Fotografia e Cultura Visual (2009). Concluiu em 2010 o Mestrado em Práticas Curatoriais (MA Curatorial Practice), na University College of Falmouth (Reino Unido), frequentando neste momento o Doutoramento em Estudos Artísticos, na Universidade Nova de Lisboa.

No domínio das artes, tem publicado diversos textos críticos sobre a obra de artistas plásticos portugueses, além de responsável, enquanto curadora independente, por diversas exposições de arte contemporânea. Exerceu funções de curadoria e produção na Galeria Graça Brandão e na Galeria Filomena Soares, em Lisboa.

Direção de Arte/ Design: Luís Alegre/ Ideias com Peso

Artista, designer, editor e professor universitário. Com um Bacharelato em Pintura na Escola Artística do Porto (1989), interessou-se profissionalmente pelo design, abrindo o seu próprio atelier em 1995, Ideias com Peso. Depois de duas pós-graduações nessa área, conclui o mestrado (2006) e o doutoramento (2012) na Faculdade de Arquitectura da Universidade Técnica de Lisboa.

É professor desde 1990, primeiro na Escola Superior de Conservação e Restauro, depois na Universidade Lusófona, onde desde 1998 leciona em diversos cursos de licenciatura e mestrado disciplinas ligadas a Análise da Imagem, Design, Fotografia, Vídeo, Multimédia, Imagem e Animação Digital.

Como designer gráfico e de comunicação, tem trabalhado com várias editoras, sendo atualmente diretor de arte dos grupos LEYA e 20-20 Editora. Através da editora Stolen Books – Independent Book Publishers, é responsável pela publicação de uma já significativa coleção de livros de artista. É editor (em parceria com o jornalista João Pombeiro) da CABIDE – A Revista ao Vivo. Enquanto artista, expõe individual e coletivamente desde 1995.

Direção Técnica/ Montagem: Rodrigo Bettencourt da Câmara/ Art Dispersion

Licenciado em Conservação e Restauro pela Escola Superior de Conservação e Restauro e em Arte e Multimédia pela Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa.

No seu percurso profissional, Rodrigo Bettencourt da Câmara é técnico responsável pela montagem e conservação de alguns dos museus e galerias mais importantes em Portugal. Desde 1993 que trabalha, como independente, com os principais museus e instituições culturais.

O seu trabalho como artista e fotógrafo é contaminado por um olhar que é simultaneamente de autor e produtor, vivendo, por isso, particularmente atento aos bastidores, ao processo técnico e artístico anterior à sua materialização pública. Nesse domínio, possui um extenso currículo no processo de fotografia de obras artísticas, quer para exposições quer para catálogos e edição de livros.